Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
A MULHER QUE ESCREVE


CAMA PARA CINCO

Aconchego, momento perfeito. É noite de segunda-feira. Uma noite de começo de primavera. O calor não se instalou totalmente e para dormir ainda precisamos do edredom. Uma noite que poderia ser comum, perdida na rotina diária de trabalhar e se preocupar com alguma coisa ou coisa alguma. Mas essa noite foi especial. Sobre a cama, a família completa. Cinco seres, cinco corações, muitas mãos, pés e mais patas ainda. Cinco amores reunidos. Humanos, três. Caninos, dois. Cinco almas encantadas pela doçura do instante. Humanos lendo. Caninos cochilando. Lua Maria adora ficar debaixo do edredom e logo se embolou pelos pés do meu amor. Zoe Cristina foi, voltou, pulou da cama, subiu de novo. Cavou aqui e ali, farejou, rodou e se deixou ficar enroladinha em si mesma, escondendo a carinha matreira. Cinco seres vivos e seus sonhos, suas expectativas. A noite avança, os olhos se cansam e pesam, os livros caem e vamos adormecendo... lentamente... Eu resisto ao sono. Só pra ver mais um pouco o desenho, o cenário deste instante mágico, precioso. E nesta hora reconheço o que dizem que é o amor: um máximo de equilíbrio, de paz, de desapego, de confiança absoluta. Estamos ali. Todos entregues a si mesmos e ao outro. Entregues à confiança de que podemos zelar uns pelos outros, cuidar, fazer crescer, fazer amadurecer, fazer algo de bom na vida do outro. Fazer a diferença por amar, por querer bem, por querer somar. E Assim deixo o sono me vencer... guardando a cena pintada na minha memória afetiva. Retrato colorido de um momento de paz, de um momento perfeito. O amor é a foto... e nós, a moldura mais simples e mais bonita para a cena de um sonho visto a olhos bem abertos.

 



Escrito por ANA CARDILHO às 14h54
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]