Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
A MULHER QUE ESCREVE


"... A ESTRANHA MANIA DE TER FÉ NA VIDA..."

Hoje eu só quero agradecer...  Por eu ter a vida que tenho, pelos sonhos que carrego, ainda, espalhados por mochilas, malas de rodinha, e os que levo para passear num carrinho de mão. Porque esses sonhos, apesar de alguns já estarem amarrotados, manchados, e muitos terem caído até em descrédito e em desuso, esses sonhos ainda me dão a impressão (ou a ilusão) de que tenho tempo, de que terei tempo para realizá-los antes de partir.

Quero agradecer pelos cabelos brancos que preciso pintar de loiros a cada mês e meio. Porque esses cabelos loiros, que a vida toda neguei, hoje eles me aproximam da minha essência, me aproximam da minha mãe e de sua ascendência loirinha vinda lá das terras de Napoli.

 

Quero agradecer porque tomei o rumo da minha vida, pessoal e profissional, nas mãos e hoje sei o que quero e só faço o que quero. Eu que nunca peguei o touro pelo chifre (odeio touradas, aliás), eu que sempre fiz concessões e dei risadas amarelas e tentei agradar a gregos e romanos (apesar de sentir muitas vezes muita mágoa pelo que gregos e romanos eram capazes de fazer), eu que vivi mais de 20 anos sendo "morna", mesmo sabendo que "Deus vomitará os mornos", como sempre relembra a escritora Lygia Fagundes Telles quando tira das memórias a citação bíblica... Pois eu hoje agradeço porque tenho o volante da minha vida bem preso às minhas mãos. E só coloco a primeira marcha para o que realmente vale a pena.

Hoje eu só vou agradecer: pela minha família ser a família compreensiva, acolhedora e amorosa que é... por eu, com meu amor e seu lindo filho, e nossas duas cachorras adoráveis, termos conseguido ultrapassar todas as descrenças e mágoas, e formarmos uma família de amor e cumplicidade.

E vou agradecer pela preciosidade deste momento profissional em que me vejo cercada de bênçãos. Um anjo de um lado: Sonia Pedrosa. Um anjo do outro lado: Adriana Ramos.  E toda a nossa vontade, garra, disposição, tempo, energia e talento para escrevermos, para "fazermos história"... Estamos. Estamos "fazendo história" com um passo ousado e cheio de fé!!

Hoje eu só vou agradecer... Quase seis horas! Quase hora da "Ave Maria"... hora do lusco-fusco (é, sou repetitiva, gosto ainda do lusco-fusco... e gosto ainda de quaresmeiras...). E neste quase escurecer do dia, nesta hora sagrada agradeço por tudo: Tudo que eu fui, todos que se foram; tudo que eu sou, todos que ficaram.

Mudar eu mudei... mudei muito!! Mas ainda sei rezar, ainda gosto de rezar, ainda tenho fé! 



Escrito por ANA CARDILHO às 18h03
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]